sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Carniça os cães

Texto assinado pelo Diogo Sales do blog Trágico e Cômico. É bom saber que não sou o único que acha que quem desenha de graça é vagabundo (ver texto publicado aqui). Leiam e divirtam-se, se é que é possível rir de si mesmo.
Artista é tudo vagabundo e trabalha de graça
O que é arte, afinal? Quero falar de arte hoje, mas num universo bem amplo, do qual eu e um zilhão de arteiros freelancers fazem parte: cartum, caricatura, ilustração, artes plásticas, design gráfico, infografia, etc. Arte é um conceito tão abstrato que a maioria das pessoas acha que não faz sentido pagar por algo que elas não consideram um “serviço”. Desde que o mundo é mundo, 99% da humanidade acha que arte não é (ou não pode ser) profissão, só hobby. Logo, quem está desenhando, está só se divertindo — e quem insistir em “trabalhar” com arte, é porque é vagabundo. Assim sendo, eu sou um vagabundo. E se você desenha, você também é. Pouco importa se você trabalha que nem um camelo e pouco importa quantos cursos você fez ou quantos prêmios ganhou. No final das contas (com bastante trocadilho), essa é a maneira como somos vistos pelo mundo.
O curioso é que essa é mais uma unanimidade burra que o homem médio criou para, logo em seguida, cair numa contradição: não, ele não valoriza mesmo a arte — e tampouco está disposto a pagar por ela —, mas ele aprecia a arte. Deu para entender? Funciona assim: basta achar um cretino que faça uma arte de graça e convencê-lo a trabalhar em troca de “divulgação”. Artistas dos mais variados matizes recebem diariamente ofertas irrecusáveis como essa. É uma aventura edificante estudar as técnicas de abordagem dessa galera que quer (ou melhor, “precisa” — e "pra ontem") de uma arte, mas “não tem verba”. Uns tentam forjar uma "parceria", onde ambos supostamente estarão “investindo”. Tipo aquele “editor” de portal ou site que está “crescendo e ganhando cada vez mais leitores” e precisa de “gente talentosa para fornecer conteúdo” (alguns sofisticaram essa abordagem, sugerindo um "linkbuilding para ambas as partes"). Outros chegam se derramando em elogios, enaltecendo o seu traço, sua técnica, suas cores e… “aproveitando a oportunidade, preciso de um desenho… nada muito complicado, para não tomar seu tempo”. Se já é bom não tomar muito do meu tempo, melhor ainda se não tomar tempo nenhum, né? Mas tem também o visionário. Aquele cara que está montando uma banda de pagode-sertanejo-axé-universitário que vai “bombar” e precisa de um logo, um site e, se bobear, uma capa de disco. Isso sem falar da turminha do “me desenha”… De graça, claro — afinal, é sempre muito divertido passar o fim de semana trabalhando para os outros sem receber um tostão por isso.
No final, pouco importa a abordagem, já que a finalidade é sempre a mesma: “trabalhe de graça para mim — em troca eu vou te catapultar ao total estrelato”. A situação está sendo subvertida a tal ponto que, se o artista recusar a “oferta”, chega-se a uma estranhíssima inversão de papéis. De repente é como se o artista devesse agradecer aos céus por uma oportunidade como essa (quiçá ele até terá de pagar para poder publicar em um espaço tão ilustre que ninguém lê, nem compra e nem acessa). Enfim, desculpa aí qualquer coisa… Mas claro que uns aceitam trabalhar de graça. Outros aceitam fazer por qualquer “déiz real”. Todos unidos pelo amadorismo e pela má qualidade de seus trabalhos, atravessando o caminho de profissionais sérios do mercado. Então, se você é um profissional em busca de espaço, reconhecimento (e pagamento, claro), o que fazer no meio de toda essa pobreza? Se matar? Não ainda, pois surgiu um cara que vai nos guiar por essa estrada esburacada, sem sinalização e sem destino. Um cara que não fica impassível ou intimidado diante de um pedido de “um desenhinho”. Um cara que sempre sabe encontrar a resposta mais irônica e sarcástica (sem deixar de ser elegante) — enfim, a resposta ideal — aos que nos oferecem aquela irrecusável oportunidade de trabalhar por divulgação. Luis Di Vasca é o libertador de todos os artistas e freelancers, constantemente marginalizados e vilipendiados pelo establishment. Sua cruzada contra a obtusidade e o torpor mental do homem médio é comovente e enche a classe artística de orgulho.Portanto, é meu dever retribuir esse “linkbuilding”. Acessem e aprendam com o nosso herói: http://divasca.blogspot.com/.

3 comentários:

- Clayton Rabelo - disse...

outa que pariu Rapy, foi muito massa vc publicar esse texto aqui, e sem palavras pro Diego pela autoria, e salve Divasca!

Já publiquei no Face, e vai se fuder as pessoas que tratam o artista assim, principalmente estes editores de merda!

Lucas Defavari Cartoons-Charges-Caricaturas disse...

Cara Ray !!!! Muito massa esse texto, vejo muito isso... muitas pessoas que eu conheço acham que é só um hobbe e não entendem isso como profissão, mesmo com o Grande Salão de Piracicaba na região em que vivo... Meus pais mesmo ... acham que isso não traria um futuro para mim . Fico indignado ...

Ray Costa disse...

A maioria tem um pre-conceito e uma visão distorcida da arte em nosso pais, a luta continua para vencer estas etapas. Abraço Forte Clayton e Lucas!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Prêmios

PRÊMIOS

1997- 1° Concurso de Desenho: "No Papel da Comunicação” - TELERJ
1 LUGAR/HISTÓRIA EM QUADRINHOS
2000

2000- Concurso Band Kids/TV
DESTAQUE/ILUSTRAÇÃO
7° Salão Internacional de Humor de Caratinga- Minas Gerais-MG.
MENÇÃO HONROSA/CARICATURA
2006

2006 - 24° Salão Internacional de Humor do Piauí
MENÇÃO HONROSA/CARICATURA
International Cartoon Contest-Kozuchowski Ósroder Kultury I Sportu "Zamek"-Polond-
2° LUGAR/CARTUN

2007

5º Salão de Humor de Mogi Guaçu (SP)
1 LUGAR/CARICATURA
1 LUGAR/QUADRINHOS
2007 - XV Bienal Internacional del Humor de Cuba
1 LUGAR/CARICATURA
10ªMostra Maranhense de humor 2007
1 LUGAR/CARTUM
14° Salão Nacional de Humor de Ribeirão Preto 2007
1 LUGAR/CARICATURA
33ºSalão internacional de Humor de Piracicaba São Paulo 2007
1 LUGAR/CARICATURA
Troféu especial Zélio de Ouro 2007
3ºSalão Internacional de Humor Paraguaçu Paulista
MENÇÃO HONROSA/CARICATURA
6ºSalão de Humor de Canoas – RS
1 LUGAR/CARTUM

2008

2008-VI Salão Nacional de Humor em Mogi-Guaçu/SP
MENÇÃO HONROSA/CARTUM
1 LUGAR/CARICATURA
1 LUGAR/HISTÓRIAS EM QUADRINHOS
I FESTIVAL INTERNACIONAL DE MENÇÕES HONROSAS – 2008 / BRASIL
MENÇÃO HONROSA/CARICATURA
MENÇÃO HONROSA/CARTUM(Especial)
XVI Salão Int. de Desenho Para Imprensa
MENÇÃO HONROSA/CARICATURA
XIX SALÃO CARIOCA INTERNACIONAL DE HUMOR
PRÊMIO CATÁLOGO/ CHARGE
XV Salão de Humor de Ribeirão Preto- SP
2º Prêmio Aquisitivo/ Cartum
IV Salão Internacional de Humor de Paraguaçu Paulista-2008
Menção Honrosa na categoria caricatura.
7º salão de humor de Cerquilho - SP 1° Lugar/ Quadrinhos
1º Salão Internacional Pátio Brasil de Humor Sobre Meio Ambiente / Menção Honrosa.
IV SALÃO DE HUMOR DE LIMEIRA SP 2008. Premio: Título Máximo da edição, Conjunto da obra.
7º Salão de Humor de Canoas 2008. Premio: 3º lugar/HISTÓRIA EM QUADRINHOS
.
2009.
8º salão de humor de Cerquilho - SP 1° Lugar/ Cartum
XVII Salão Int. de Desenho Para Imprensa
MENÇÃO HONROSA/CARICATURA
Prêmio especial no 1° salão de humor de Juiz de Fora
1°Salão de Humor de Campinas 2009
1° Lugar/ Caricatura

2010 .
XVII Salão Nacional de Humor de Ribeirão Preto.
1°Lugar/ Cartum.
IV "Nosorog's Magazine. Menção Honrosa/ caricatura
XVIII Salão Internacional de Desenho para Imprensa.
1°Lugar/Cartum
Instituto Memória Musical Brasileira.

2011
1° Lugar/ Caricatura classificada e que farão parte, em 2011, do livro "Noel é 100"
1º Lugar - categoria Caricatura. (Ferreira Gullar) 1º CARTUMPIXABA 2011
1º Lugar - categoria caricatura Salão de humor de Ribeirão Preto -SP 2011
2º Lugar - categoria cartum Salão de humor de Ribeirão Preto -SP 2011

2012
EXCELLENT PRIZE THE FIRST INTERNATIONAL CARICATURE ART COMPETITION CHINA RED MAN - 2012
1º e 2º lugar – categoria caricatura. 25ºSalão de Humor de Volta Redonda
2013
18th INTERNATIONAL CARTOON EXHIBITION ZAGREB 2013
ZAGREB, Croatia / 1º lugar Caricatura
5ºSalão de Humor de Juiz de Fora "Funalfa" - MG. Menção Honrosa.